[faceturbo]

Chá para cólica

Milhares de mulheres sofrem mensalmente com as cólicas menstruais. Enquanto para algumas a dor é suportável, para outras pode ser incapacitante ao ponto de impedir a realização de tarefas cotidianas. Para amenizar o quadro, cada mulher tem a sua receita de sucesso, mas saiba que existem recursos como o chá para cólica, que pode contribuir relevantemente para amenizar os sintomas.

Se você sofre com cólicas frequentemente, veja aqui quais são os melhores chás, como fazer e também algumas dicas importantes.

Informações gerais sobre cólica menstrual

A cólica menstrual é um problema que afeta muitas mulheres. Ela é apontada como o distúrbio menstrual mais frequente, tanto que mais da metade das mulheres já experimentou alguma cólica em algum momento da vida.

Para a maioria das mulheres, os sintomas começam alguns dias antes do início da menstruação e continuam por vários dias, durante o período. A cólica acontece por causa dos músculos do útero que se contraem e relaxam para expelir o revestimento que foi acumulado no útero pelo organismo.

A dor geralmente é sentida na parte inferior do abdômen ou nas costas, mas ela pode até irradiar pelas coxas e pernas. A intensidade costuma variar de mulher para mulher, e pode ser  acompanhada por náuseas, vômitos, fadiga e diarreia.

No entanto, para aproximadamente 10% das mulheres, o nível de dor e desconforto durante o ciclo menstrual pode ser incapacitante, especialmente se existe um distúrbio ou doença subjacente. Nesses casos, a dor tende a chegar mais cedo no ciclo e durar mais tempo.

Sinais e sintomas de cólicas menstruais

  • Dor abdominal inferior e dolorosa;
  • Pressão desconfortável no abdômen;
  • Dor nas costas;
  • Dor nos quadris;
  • Dor na parte interna das coxas;
  • Dor que percorre as coxas e panturrilhas;
  • Náusea;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Dores de cabeça;
  • Irritação;
  • Sensação de fraqueza.

Causas e fatores de risco

Como citamos, as causas da cólica menstrual são por conta da contração uterina para facilitar a expulsão do revestimento do útero. Quando as contrações são mais severas, elas podem restringir o fluxo de sangue dos vasos sanguíneos que alimentam o útero, resultando em uma dor intensa. No entanto, pode ser o resultado de distúrbios reprodutivo ou doença.

Problemas comuns:

  • Miomas uterinos;
  • Adenomiose;
  • Doença inflamatória pélvica;
  • Estenose cervical;
  • Endometriose;
  • Infecção;
  • Uso de DIU;
  • Cisto no ovário;
  • Gravidez ectópica.

Fatores de risco:

  • Ter uma idade igual ou inferior a 30 anos;
  • Ter menstruado pela primeira vez com 12 anos ou menos;
  • Sangramento intenso durante o período menstrual;
  • Ciclos ou sangramento
    menstrual irregular;
  • Histórico familiar de cólicas menstruais;
  • Nunca ter ficado grávida ou dado à luz a um bebê;
  • Fumar;
  • Está acima do peso ou obeso;
  • Consumo excessivo de álcool;
  • Tem sintomas de Tensão Pré Menstrual (TPM);
  • Tem doença
    inflamatória pélvica;
  • Ser estéril;
  • Apresentar um baixo índice de massa corporal.

Geralmente, as cólicas são tratadas com medicamentos isentos de prescrição médica, como os analgésicos, mas tomar um chá para cólica menstrual também pode promover alivio para a condição, e com poucos efeitos colaterais.

Embora seja um recurso natural, não isenta a responsabilidade de buscar uma ajuda médica para receber um diagnóstico adequado e descartar qualquer outro problema.

Chá para cólica – 6 Melhores

1. Chá de gengibre

O gengibre é largamente utilizado na medicina popular para tratar uma série de problemas, e ele tem sido eficaz no alívio da inflamação e pode ajudar a aliviar a dor associada a cólicas menstruais porque é capaz de diminuir os níveis de prostaglandinas causadoras de dor.

O gengibre ainda ajuda a combater a fadiga comumente associada à síndrome pré-menstrual e também é usado para náuseas e dores de estômago, sintomas que às vezes acompanham a menstruação.

Durante um estudo realizado em 2009, as mulheres que sofriam com cólicas menstruais foram submetidas a um tratamento com gengibre.

Os resultados mostraram que aquelas que tomaram 250 mg de gengibre, quatro vezes ao dia durante três dias, iniciando no começo do período menstrual, experimentaram um alívio da dor igual ao das mulheres que tomaram medicamentos como o ibuprofeno.

Outro estudo, esse publicado pelo BMC Complementary and Alternative Medicine, em 2012, analisou 120 mulheres.

Metade delas recebeu o pó de raiz de gengibre e a outra um placebo, e ficou evidente que aquelas com cólicas moderadas ou graves que fizeram a ingestão do gengibre tiveram diferenças significativas na gravidade da dor, além de uma duração mais curta das cólicas.

Como fazer?

Para fazer seu próprio chá de gengibre, especialmente durante o período menstrual, você precisará de raízes de gengibre e água. Comece cortando as fatias da raiz em pedaços pequenos e use 2 colheres de sopa para cada xícara de água.

Misture os dois ingredientes em uma chaleira, deixe ferver e depois abaixe o fogo. Cozinhe por aproximadamente uma hora e depois disso coe e beba o chá.

Você também pode comprar saquinhos de chá de gengibre secos e seguir as instruções da embalagem para prepará-los.

A Universidade de Maryland Medical Center recomenda tomar o chá entre duas a três vezes por dia, enquanto você está enfrentando cólicas menstruais.

2. Chá de erva doce

Erva doce é facilmente encontrada em supermercados e lojas de produtos naturais, tanto na forma in natura quanto seca e pré-embalada para preparar o chá. Ela é indicada como chá para cólica menstrual porque contém anetol, que promove efeitos antiespasmódicos capazes de aliviar cólicas menstruais em algumas mulheres.

Para comprovar esses efeitos, o Iranian Journal of Nursing and Midwifery Research publicou em 2015 um estudo mostrando que um extrato de erva-doce promoveu efeito superior em relação à dor do que o ácido mefenâmico.

A erva doce também carrega o estrogênio dietético, e isso significa que a ingestão do chá pode ajudar a regular o desequilíbrio hormonal, além de regular o fluxo sanguíneo.

Como fazer?

Se preferir usar as sementes de erva doce, coloque uma colher de chá para uma xícara de água fervente. Deixe em infusão por 5 minutos em fogo baixo, coe e acrescente um pouco de mel. Caso queira usar a versão pronta, que é comercializada em saquinhos, prepare conforme as orientações do fabricante.

3. Chá de hortelã

Mais um chá popular relacionado como um ótimo chá para cólica menstrual. O chá de hortelã mostra capacidade de aliviar os músculos constritores, e isso demonstra ser particularmente eficaz no tratamento dos músculos das paredes do útero.

O causador desses benefícios é o mentol, que promove efeitos anti-espasmódicos, que ajudam, além das cólicas menstruais, a tratar distúrbios estomacais e estresse.

O chá de hortelã também pode ser extremamente benéfico para aliviar o inchaço e fadiga, ou seja, você poderá aliviar vários problemas com um só ingrediente.

Como fazer?

Beba uma xícara de chá de hortelã 3 vezes por dia, nos dias que antecede a sua menstruação poderá diminuir as cólicas menstruais. Para fazer a bebida, você poderá usar o chá pronto e seguir as recomendações de preparo, ou as folhas frescas.

Você precisará de cerca de uma colher de sopa de folhas frescas esmagadas para uma xícara de chá de água. Adicione a água fervente sobre as folhas e deixe descansar por no mínimo 5 minutos e no máximo 12, se preferir um chá mais forte. Coe e beba.

4. Chá de canela

A canela é uma especiaria popular usada em todo o mundo, e embora existam muitas variedades, as mais usadas são Ceilão e Cassia. Um chá de canela pode ajudar a tratar problemas como diarreia, dispneia, reumatismo e neuralgia, entre outras doenças, mas você também pode usar para diminuir os desconfortos menstruais.

Um estudo randomizado e duplo-cego, realizado por cientistas para avaliar os efeitos da canela sobre a menstruação e seus sintomas em estudantes universitárias iranianas que sofrem de dismenorréia primária (cólicas menstruais), mostrou que metade das mulheres que receberam uma cápsula contendo 420 mg de pó seco de casca de canela, durante os primeiros 3 dias do ciclo menstrual, experimentam uma dor menos intensa e com uma duração mais curta. Além disso, apresentaram menos náuseas e vômitos e menos episódios de sangramento intenso, sem efeitos adversos a canela.

Esses efeitos podem estar relacionados às suas propriedades anti-espasmódicas, que ajudam a reduzir as cólicas e dores menstruais. Ela também funciona muito bem como um anti-inflamatório, outro benefício muito interessante para as cólicas.

Como fazer?

Preparar o chá de canela é muito fácil, basta adicionar um pau de canela em um pouco de água e ferver por 15 minutos. Se quiser um sabor mais agradável, use leite ou mel.

5. Chá da folha vermelha de framboesa

A folha de framboesa vermelha também é conhecida como erva da mulher. Esse título está relacionado ao fato dela ajudar a equilibrar alguns hormônios relacionados à menstruação, que são a progesterona e o estrogênio. Além de disso, sua composição rica em taninos também se mostra eficiente para aliviar os sintomas da TPM, como náuseas, diarreia e as cólicas.

Outro efeito positivo para esse fim está relacionado ao fato dela ajudar a contrair os músculos da região pélvica, o que ajuda a reduzir as cólicas causadas por espasmos.

Porém, para obter esses efeitos é preciso o chá da folha vermelha de framboesa, e não o chá da framboesa. A folha é encontrada mais facilmente em lojas de produtos naturais, e vendida também pela internet.

Como fazer?

Para aliviar os sintomas, é importante iniciar o uso entre 1 e 2 semanas antes do período menstrual e continuar durante a menstruação.

Para preparar o chá, utilize 1 colher de chá de folhas de framboesa vermelha esmagada para cada xícara de água. Leve a água para ferver, desligando o fogo quando a fervura começar.

Despeje a colher de sopa de folhas de framboesa vermelha e abafe por 5 minutos. Coe e beba na sequência.

6. Chá de camomila

O chá de camomila é preparado a partir de suas flores, e sua concentração e potência poderá variar de acordo com a quantidade de flores contidas.

Sua composição é repleta de substâncias químicas chamadas flavonoides, que são uma espécie de nutriente responsável pelos efeitos medicinais da camomila.

Alguns estudos apontam a camomila como um bom chá para cólica menstrual, justamente porque ele é capaz de reduzir a gravidade.

Em 2010 um estudo descobriu que consumir chá de camomila por um mês ajudou a reduzir a dor das cólicas menstruais e os sintomas como ansiedade e angústia associadas à dor.

Como fazer?

O chá de camomila pode ser feito com as flores frescas ou com um saquinho comprado no supermercado. Basta misturar uma quantidade de flores com água e deixar em imersão pelo período de 3 a 5 minutos. Coe ou retire o saquinho e beba quente ou frio.

Dicas para uso do chá para cólica menstrual

Combinar o uso de chá para cólica menstrual com outras abordagens pode impulsionar consideravelmente os resultados. Sendo assim, vale colocar em prática algumas dicas que relacionamos a seguir.

1. Cuide da alimentação

Reduzir a quantidade de gordura e o aumentar a ingestão de vegetais tem um efeito muito relevante contra as cólicas menstruais. Então, troque gorduras de origem animal por aquelas provenientes do e azeite, e também escolha produtos lácteos com baixo teor de gordura ou sem gordura. Consumir entre 25% e 35% do total de calorias diárias de gorduras saudáveis ​​presentes em peixes, nozes e óleos vegetais contribuirá significativamente com a redução dos sintomas.

2. Use óleo de peixe e vitamina B1

Tomar suplementos de óleo de peixe, de vitamina B1 ou ambos é uma boa adição para tratar cólicas menstruais, segundo uma pesquisa publicada pelo Global Journal of Health Science.

Pesquisadores perceberam que 240 adolescentes com cólicas menstruais que tomaram 100 miligramas (mg) por dia de vitamina B1 e 500 mg diários de suplementos de óleo de peixe, apresentaram uma melhora substancial na intensidade da cólica, quando comparadas a um grupo que ingeriu placebo.

3. Faça acupuntura

A acupuntura é um recurso usado para o tratamento de diversos problemas, mas quando o assunto é dor ela pode fornecer uma contribuição considerável, pois ajuda a relaxar o sistema nervoso, o que estimula um fluxo sanguíneo mais robusto para os órgãos internos.

Especialistas analisaram os efeitos da acupuntura em mulheres com cólicas menstruais. O primeiro estudo comparou a acupuntura com o sem tratamento com anti-inflamatórios em 673 mulheres.

Outros quatro estudos fizeram a comparação da acupuntura com nenhum tratamento convencional em 271 mulheres.

Os resultados mostraram que a acupuntura pode reduzir a dor, porém estudos mais conclusivos são necessários.

4. Use óleos essenciais para massagens

Realizar uma massagem usando óleos essenciais como de lavanda, sálvia ou manjerona também promove algum alivio para as cólicas.

Um estudo publicado em maio de 2012 no Journal of Obstetrics and Gynecology Research relatou que 48 mulheres com cólicas menstruais e outros sintomas mostraram uma melhora na duração da dor de 2,4 para 1,8 dias após a massagem realizada com óleos essenciais.

Porém, tenha em mente que os óleos essenciais não devem ser aplicados diretamente na pele.

Para usarm é preciso diluir em um creme ou loção sem perfume ou outro tipo de óleo antes de aplicar para evitar irritação e outros problemas.

5. Aplique uma compressa quente

As compressas quentes podem ser tão eficazes quanto os efeitos de um medicamento como o ibuprofeno para cólicas menstruais.

Journal of Physiotherapy publicou uma revisão que afirma que o calor reduz significativamente a dor menstrual das mulheres, e outro pequeno estudo publicado em 2001 na Evidence-Based Nursing mostrou que combinar com um medicamento como o ibuprofeno também pode ser eficaz.

Os pesquisadores investigaram os efeitos em 84 mulheres. Elas foram divididas em vários grupos com abordagens que combinavam a compressa com a medicação, e ficou evidente que as mulheres que usaram calor + ibuprofeno relataram mais alívio da dor, se comparadas às que não receberam a mesma abordagem.

6. Pratique atividades físicas

O exercício aeróbico e os alongamentos são capazes de ajudar a aliviar as cólicas menstruais, segundo um estudo realizado com de 105 estudantes pelo Journal of Family Reproductive Health.

O fato é que durante as atividades o corpo libera endorfinas que ajudam a amenizar a dor.

Então, vale praticar uma corrida, caminhada, natação, ciclismo, dança ou qualquer atividade que seja prazerosa.

7. Faça ingestão de magnésio

Diversos alimentos contêm níveis significativos de magnésio, mas se você não for capaz de obter o mineral através da dieta, pode tomar um suplemento.

Manter os níveis de magnésio equilibrados pode regular o funcionamento dos nervos e músculos, o que pode ser um tratamento promissor para cólicas menstruais.

A recomendação para mulheres em idade fértil é de cerca de 320 mg por dia, que pode ser obtida, por exemplo, em 80 gramas de amêndoas secas ou meia xícara de espinafre cozido.

8. Use pílulas anticoncepcionais

Segundo uma revisão de 10 estudos publicada por Cochrane de 10 em 2009, as pílulas anticoncepcionais podem ajudar a aliviar cólicas dolorosas.

Acredita-se que independente da concentração, ou seja, baixa ou média dosagem, elas podem aliviar, porém é preciso entender se os efeitos colaterais causados são mais impactantes do que o benefício que proporcionam.

Ainda que as cólicas sejam incômodas e às vezes até incapacitantes, tomar um chá para cólica dentre os que recomendamos acima pode trazer algum alívio.

Quando combinados com uma alimentação mais adequada para equilibrar os níveis de vitaminas e minerais do organismo, exercícios físicos, compressas e massagens com óleos vegetais, os efeitos podem ser impulsionados e promover ainda mais benefícios.

No entanto, se você sofre constantemente com o problema e ainda não obteve um diagnóstico, vale procurar ajuda médica para descartar a possibilidade de problemas mais graves.

Referências adicionais:

VEJA TAMBÉM:

 

Você costuma sentir muitas cólicas menstruais? Já experimentou tomar algum chá para cólica destes que mencionamos acima? Comente abaixo!

[/faceturbo]

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ler Políticas de Privacidade Criado por WP RGPD Pro