[faceturbo]

chá anti-inflamatório

A inflamação é um processo que ocorre naturalmente no nosso corpo, cujo principal objetivo é ajudar o processo de cura, evitando possíveis danos para a saúde. O chá anti-inflamatório veio para ajudar a atenuar os sintomas de inflamações. No entanto, níveis elevados e constantes de inflamação podem se tornar crônicos e causar vários problemas médicos.

Enquanto de um lado existem elementos que podem estimular a condição, do outro há uma abundância de recursos capazes de interromper esse estímulo.

Então, se você busca uma forma de promover a sua saúde e reduzir o nível de inflamação corporal, confira aqui como um chá anti-inflamatório pode te ajudar, quais são os melhores, como fazer e também algumas dicas para transformar a sua dieta em uma ferramenta capaz de minimizar a inflação.

O que é inflamação e como chá anti-inflamatório agem?

Embora pareça ruim, a inflamação é um processo natural e benéfico para o nosso corpo e saúde.

Ela geralmente acontece como uma resposta para proteger o corpo de doenças, infecções e até de ferimentos, e o seu principal objetivo é exterminar esses invasores prejudiciais ou estranhos e curar o corpo.

Existem dois tipos diferentes de inflamação.

A primeira é a aguda, que começa rapidamente após perceber um corpo estranho e geralmente desaparece em poucos dias. Já a segunda é a inflamação crônica, uma condição que é considerada uma “falha” do sistema e que pode durar meses ou anos e provocar problemas como diabetes, doenças cardíacas, doença do fígado gorduroso e até câncer.

Quais os principais sintomas?

Os sintomas da inflamação podem variar de acordo com o seu tipo; isso significa que uma reação aguda é diferente da crônica.

– Inflamação aguda

Existem cinco sinais de inflamação aguda, mas eles aplicam-se apenas na pele, pois as inflamações internas podem apresentar menos sintomas, considerando que alguns órgãos não têm terminações nervosas sensoriais nas proximidades.

  1. Dor: Uma área afetada por inflamação pode causar dor, principalmente quando é tocada. Isso acontece porque alguns produtos químicos que estimulam as terminações nervosas são liberados nesse processo, o que deixa a região bem mais sensível.
  2. Vermelhidão: Uma região inflamada concentra muito mais sangue do que o habitual, causando uma mancha
    vermelha no local.
  3. Sensibilidade: Alguma perda de sensibilidade pode ser percebida na região da inflamação.
  4. Inchaço: O processo de inflamação desencadeia um acúmulo de fluido que deixa a região inchada.
  5. Calor: É comum que uma região inflamada pareça quente ao toque, isso é um resultado de uma quantidade de sangue elevada que está fluindo para a área afetada.

– Inflamação crônica

Uma inflamação considerada crônica pode ser silenciosa e não apresentar sintomas por longos períodos, mas quando eles começam a se manifestar, alguns desconfortos podem ser experimentados, e os principais incluem:

  • Aftas na boca;
  • Fadiga;
  • Dor no peito;
  • Dor abdominal;
  • Febre;
  • Erupções cutâneas;
  • Dores nas articulações.

O que causa a inflamação?

Diversos elementos presentes no seu estilo de vida podem promover a inflamação, principalmente se forem frequentes.

Um deles é a dieta, pois ingerir grandes quantidades de açúcar e xarope de milho, que é rico em frutose, assim como carboidratos refinados, como o pão feito com farinha branca, pode condicionar o corpo a ficar resistente ao hormônio da insulina, causando diabetes e obesidade.

Os alimentos processados ​​que contêm muitas gorduras trans, conservantes e excesso de sódio também são apontados como capazes de promover a inflamação e danificar as células endoteliais que revestem as artérias.

Outra adição ruim são os óleos vegetais usados ​​por muitas pessoas para preparar alimentos; seu consumo excessivo causa um desequilíbrio dos ácidos graxos ômega-6 e ômega-3, o que leva à inflamação.

Além disso, a ingestão excessiva de álcool, um estilo de vida sedentário, excesso de estresse, alergias alimentares e muito outros fatores podem contribuir para a inflamação crônica.

Quais são as principais doenças inflamatórias?

Como citamos, a inflamação crônica é preocupante e em longo prazo ela pode levar a complicações graves. As principais doenças causadas pelo excesso de inflamação são:

  • Doença cardíaca;
  • Câncer;
  • Doença de Alzheimer;
  • Asma;
  • Úlcera péptica;
  • Tuberculose;
  • Artrite reumatoide;
  • Periodontite;
  • Colite ulcerativa;
  • Doença de Crohn;
  • Sinusite crônica;
  • Hepatite ativa.

Chá anti-inflamatório – 10 Melhores

Atualmente, muitos medicamentos são comercializados para controlar a inflamação crônica, mas é possível usar uma abordagem mais natural, como um chá anti-inflamatório, por exemplo.

Confira abaixo os melhores chás anti-inflamatórios e também como fazer para incluir o quanto antes na sua dieta.

1. Chá Preto

cha pretoO chá preto é uma bebida muito consumida mundialmente. Algumas pessoas o bebem puro, mas existem aquelas o misturam a outras bebidas para acrescentar diferentes sabores.

Ele vem da planta chamada Camellia Sinensis e suas folhas passam por um processo de fermentação antes da secagem, o que torna o seu sabor diferente do chá verde.

Embora ele contenha mais cafeína do que outros chás, o chá preto traz em sua composição altos níveis de antioxidantes e compostos que podem ajudar a reduzir a inflamação no corpo.

Um dos principais antioxidantes presentes são os polifenóis, que são moléculas à base de plantas que protegem as células contra danos.

Especialmente o chá preto é rico em polifenóis como flavonoides e catequinas, que ajudam a inibir a atividade de enzimas que causam o estresse oxidativo, e também são considerados compostos anti-inflamatórios capazes de inibir a geração de radicais livres.

Os danos causados ​​pelos radicais livres podem ter efeitos nocivos no corpo; por exemplo, eles estão associado ao envelhecimento precoce, ao enfraquecimento do sistema imunológico e também à inflamação crônica.

Como fazer chá preto anti-inflamatório?

O chá preto é muito simples de fazer. Você precisará de 2 ou 3 gramas de folhas de chá para cada 180ml de água filtrada.

Para preparar, ferva a água, acrescente as folhas e deixe a mistura descansar por 5 minutos, no máximo. Se preferir um chá mais forte, use mais folhas e deixe em contato com a água mais tempo.

Feito isso, está pronto para beber.

2. Chá verde

chá verde

Ao longo dos últimos anos, o chá verde foi incansavelmente estudado, e seus resultados mostraram que ele contém muitas propriedades terapêuticas anti-inflamatórias.

Justamente por isso, ele é muito conhecido e usado para combater a inflamação.

Assim como o preto, o chá verde é proveniente da Camellia Sinensis, mas ele não é fermentado, e sim seco e depois vaporizado. Seus níveis de flavonóides são muito parecidos ao do chá preto, mas o chá verde contém mais catequinas, um tipo de antioxidante que é reconhecido por seu efeito anti-inflamatório no corpo.

Além disso, os seus polifenóis estimulam o sistema imunológico e podem diminuir os riscos de desenvolver certas doenças causadoras de inflamação.

O chá verde é considerado um dos melhores chás anti-inflamatórios, e sua ingestão frequente pode ajudar a prevenir doença de Crohn, colite ulcerativa, doença inflamatória intestinal e certos tipos de câncer.

Como fazer chá verde?

Leve ao fogo 180ml de água filtrada, e quando a água estiver em ponto de fervura, desligue e acrescente 2 ou 3 gramas de folhas do chá. Deixe em imersão por aproximadamente 5 minutos, coe e beba quente ou frio.

3. Chá branco

chá brancoAssim como o chá preto e verde, o chá branco também vem da Camellia Sinensis.

No entanto, este chá anti-inflamatório tem um sabor mais delicado porque os seus brotos são colhidos ainda jovens e na sequência são secos para evitar qualquer oxidação da folha, preservando assim muitos dos compostos polifenólicos ativos.

Através de estudos, foi possível perceber que o chá branco é rico em flavonoides protetores e anti-inflamatórios, como kaempferol, quercetina e catequinas.

Essa combinação é capaz de proteger certos tipos de células contra danos causados pelos radicais livres, o que diminui consequentemente o processo de inflamação corporal.

Como fazer chá branco?

Para preparar, você deve adicionar água quente sobre as folhas de chá branco e deixar a mistura em infusão pelo período de 5 a 8 minutos.

Entretanto, evite usar água fervente para preparar, pois isso “quebra” o sabor delicado do chá branco.

Se preferir um chá mais forte, adicione mais folhas secas e beba quente ou frio.

4. Chá de gengibre

O chá de gengibre é muito popular e frequentemente usado para aliviar os sintomas de desconforto gastrointestinal, porque ele ajuda a relaxar e acalmar esse orgão. No entanto, ele tem efeitos anti-oxidativos e anti-inflamatórios capazes de reduzir a inflamação crônica.

Segundo o National Center for Biotechnology (Centro Nacional de Biotecnologia), o gengibre apresenta potentes efeitos anti-inflamatórios analgésicos eficazes para diminuir a inflamação, o inchaço e a dor associada à osteoartrite e ao reumatismo.

Uma pesquisa publicada pela U.S. National Library of Medicine também indica que o gengibre tem atividades anticancerígenas, e que esse é o resultado de sua capacidade de reduzir a vida ou a morte de uma célula.

Como fazer chá de gengibre?

Para preparar, você precisará de 6 fatias finas de gengibre cru e 1 1/2 xícara de água fervente. Junte os dois ingredientes em uma chaleira e ferva por 10 minutos.

Retire os pedaços de gengibre e acrescente um pouco de limão e mel.

5. Chá de cúrcuma

A cúrcuma ou açafrão-da-terra é muito usada como um tempero. Ela é uma especiaria facilmente encontrada em diversos pratos, mas também pode ser transformada em um chá anti-inflamatório.

A curcumina, que é responsável pela cor da cúrcuma, é justamente a responsável por grande parte de seus benefícios anti-inflamatórios.

Estima-se que a cúrcuma contenha mais de 24 compostos anti-inflamatórios, incluindo os que ajudam a tratar dores, inchaço e aqueles que interrompem o processo de inflamação.

Isso significa que o chá anti-inflamatório de cúrcuma pode minimizar a inflamação e o inchaço causados pela artrite, e um estudo mostrou sua eficácia na redução da dor em pessoas com osteoartrite.

Como fazer chá de cúrcuma?

O chá de cúrcuma é fácil de preparar, e você pode fazer em casa. Para isso, você precisa ferver entre 3 e 4 xícaras de água e adicionar 2 colheres de chá de cúrcuma.

Mexa bem e deixe a mistura ferver por aproximadamente 10 minutos. Coe e coloque mel, suco de limão ou laranja espremido na hora ou leite a gosto.

6. Chá de cereja azeda

O chá de cereja azeda, que é feito a partir do suco da fruta, é frequentemente recomendado para reduzir os sintomas de inflamação e de doenças como a artrite.

Um estudo observacional publicado no Journal of Nutrition analisou 10 mulheres saudáveis ​​com idades entre 22 e 40 anos.

Durante o estudo, elas foram condicionadas a jejuar durante a noite, e comer na sequência duas porções de cerejas azedas.

No entanto, antes e depois da ingestão foram recolhidas amostras de sangue e urina, e através dos resultados foi possível perceber que as cerejas diminuíram a inflamação.

Em outro estudo, as pessoas que consumiram duas garrafas de 240 ml de suco de cereja azeda demonstraram após seis semanas um pouco menos de dor e rigidez.

Acredita-se que os compostos azedos de cereja exercem uma atividade anti-inflamatória compatível com a do ibuprofeno e naproxeno, porém sem os efeitos colaterais significativos.

Como fazer chá de cereja azeda?

Esse chá anti-inflamatório é feito com o suco de cereja azeda, então para preparar você precisa comprar uma versão orgânica da bebida.

Tendo em mãos o ingrediente, ferva aproximadamente 3/4xícaras de água, adicione metade do suco de um limão, ¼ xícara de suco de cereja orgânico azedo e 1colher de chá de mel cru. Mexa bem para misturar todos os ingredientes e beba quente ou frio.

9. Chá de abacaxi

O abacaxi é uma fruta tropical muito saborosa e saudável. Além de ser embalada com nutrientes e antioxidantes, ela contém compostos úteis e uma enzima chamada bromelaína que pode combater a inflamação e doenças.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Southampton, no Reino Unido, os efeitos analgésicos da
bromelaína são compatíveis ou mais potentes que os analgésicos usados para controlar a dor da osteoartrite.

Outros estudos também apontaram a bromelaína como mais eficaz do que alguns medicamentos anti-inflamatórios prescritos para vários tipos de dor.

Diante desses resultados, podemos concluir que o chá de abacaxi é um dos melhores chás anti-inflamatórios para reduzir o inchaço e a inflamação.

Como fazer chá de abacaxi?

O chá é preparado com a coroa e casca de 1 abacaxi. Depois de separar esse conteúdo, coloque em uma panela e cubra com água filtrada.

Acrescente 2 paus de canela, 1 botão de gengibre e deixe cozinhar por cerca de 25 minutos. Desligue, tampe e deixe descansar por aproximadamente 20 minutos. Coe e beba quente, ou leve a geladeira e sirva frio.

10. Chá de dente de leão

O chá de dente de leão é da planta considerada uma “erva daninha”, mas ele é comumente usado na medicina popular para tratar alguns problemas.

Seus principais efeitos são desintoxicantes, e essa condição é particularmente útil para combater a inflamação crônica.

Por exemplo, o chá de dente de leão é capaz de aliviar a prisão de ventre e a dor de estômago.

Além disso, ele
é apontado como eficiente para reduzir o peso da água e ajudar a combater a inflamação.

Como fazer chá de dente de leão?

Ferva uma xícara de chá de água e acrescente um punhado de folhas de dente de leão secas. Sirva quente ou frio.

11. Chá vermelho

O chá vermelho é feito com as folhas de um arbusto chamado Aspalathus linearis, cultivado na costa ocidental da África do Sul, e diferente do que muitas pessoas pensam, ele não pertence à família do chá verde.

Tradicionalmente ele é criado pela fermentação das folhas, por isso tem uma cor avermelhada, e costuma ter um valor mais elevado e um número de antioxidantes muito mais alto do que outros chás, o que o torna um dos melhores chás anti-inflamatórios.

Alguns estudos evidenciaram seus poderosos flavonoides anti-inflamatórios, particularmente a palatina e a nothofagina, que são substâncias que ajudam a reduzir o estresse oxidativo no corpo muito melhor do que outros tipos de flavonoides.

Como fazer chá vermelho?

Ferva uma xícara de chá de água e após levantar fervura, desligue e acrescente um punhado de folhas secas de chá vermelho. Deixe em infusão por alguns minutos, coe e beba.

O chá vermelho também é preparado com um pouco de chá preto e leite ou açúcar para adoçar.

12. Chá de camomila

Ele é muito conhecido e tradicionalmente usado para diversos tratamentos pela medicina popular. Mas uma das aplicações das flores secas da planta Chamomilla Recutita é para diminuir a inflamação.

A camomila é útil para esse fim porque ela contém terpenoides e flavonoides, e através de um estudo foi possível perceber que os flavonoides e óleos essenciais encontrados no chá de camomila podem penetrar em camadas profundas da pele, diminuindo a inflamação e promovendo a saúde.

Como fazer chá de camomila?

Este chá anti-inflamatório pode ser feito com “saquinhos” que são facilmente encontrados em qualquer supermercado, ou com as flores, compradas em lojas de produtos naturais ou zonas cerealistas.

Basta misturar a uma xícara de água fervente, deixar abafado por alguns minutos e beber na sequência.

Muitas pessoas também usam o chá para realizar compressas, que são aplicadas diretamente nos locais que apresentam sintomas de inflamação.

 Dicas

Além dos chás anti-inflamatórios, você também pode mudar a sua alimentação para reduzir a inflamação. Se seu objetivo é melhorar a sua saúde, saiba que os chás serão apenas uma etapa do processo, e se forem combinados com uma dieta focada, você poderá potencializar o seus resultados.

Considerando este contexto, veja o que deve entrar e o que deve sair do seu cardápio.

Alimentos para consumir esporadicamente ou eliminar da dieta

  • Bebidas açucaradas: Refrigerantes, xaropes com altas doses de frutose, bebidas adoçadas com açúcar e sucos de frutas.
  • Carboidratos refinados: Pão, massas, bolos e outros produtos feitos com farinha de trigo branca.
  • Sobremesas: Biscoitos, doces, bolos e sorvetes que contém açúcar e farinha.
  • Carne processada: Salsicha, “frios”, linguiça e outros produtos processados.
  • Óleos vegetais: Óleos como o de soja, milho e outros feitos com sementes processadas.
  • Gorduras trans: Alimentos que contém gorduras “parcialmente hidrogenadas” na lista de ingredientes.
  • Álcool: Consumo excessivo de álcool.

Alimentos que são considerados anti-inflamatórios e que devem fazer parte da dieta

  • Gorduras saudáveis: azeite e óleo de coco.
  • Legumes: brócolis, couve, couve de Bruxelas, repolho, couve-flor, etc.
  • Frutas: Especialmente s frutas pequenas e coloridas, como uvas, cerejas e mirtilios.
  • Frutas com alto teor de gordura: Abacates e azeitonas.
  • Peixe gordo: Salmão, sardinha, arenque, cavala e anchova.
  • Nozes: Amêndoas e outras nozes.
  • Pimentas: Pimentões e pimentas.
  • Chocolate: Chocolate amargo.
  • Temperos: Feno-grego, açafrão e canela.
  • Vinho tinto: até 140 ml de vinho tinto por dia para mulheres e 280 ml por dia para homens.

A inflamação é muito prejudicial, e pode desencadear uma série de doenças crônicas. Se seu objetivo é tratar a condição de forma mais natural, inclua um chá anti-inflamatório ou mais na sua dieta. Além de demonstrar resultados eficazes, eles também são versáteis e fáceis de encontrar e preparar.

Referências adicionais:

Você já tomou algum tipo de chá anti-inflamatório para tratar uma condição de saúde? Como foram os resultados? Comente abaixo!

 

VEJA TAMBÉM:

[/faceturbo]

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes. Ler Políticas de Privacidade
Criado por WP RGPD Pro